Posts Marcados Filhxs

O que eu não quero

É natural que com o passar do tempo mudemos nossos pensamentos e vontades diante das mudanças e fases de nossa vida. Ando repensando nisso, no que eu não quero para mim, para minha vida.

Nasci e cresci vendo uma sociedade inteira (ou grande parte dela) dizendo que é natural do ser humano crescer na vida e passar por algumas “etapas” meio que regradas.

Primeiro os estudos! Terminar o ensino médio já com uma carreira à vista, ingressar na faculdade pra depois sim encontrar alguém para conviver, namorar, etc. Concluindo a Graduação, poderia pensar em construir uma casa, casar, ter filhos, certo? Errado. Pra mim isso aí tá tudo errado.

 não_quero

1º Uma casa. Até um tempo atrás eu tinha vontade de ter minha casa (comprada, paga… minha!); Acredito que este era um dos “sonhos” materiais que eu mais quis. Hoje, não quero mais. Após o falecimento do meu pai vejo o quanto é desnecessário ter bens. O quão burocrático é! Gosto da liberdade de morar de aluguel e mudar de casa quando eu quiser. Prefiro pegar todo esse dinheirinho que seria investido em uma casa para viajar, curtir, viver, conhecer, explorar… Não quero depositar minha felicidade em um bem material.

 casa_praia

2º Casar. Aquele casamento de assinar papéis, dividir bens, cerimônia religiosa, vestido de noiva, festão pros parentes, etc. Na realidade, acho que eu nunca sonhei com isso. Casamento não precisa de nada disso. Um casal não precisa mudar de sobrenome e assinar meia dúzia de papéis para ser de fato um casal. Casamento é conviver bem, é ter respeito, é dividir as horas boas e ruins!

casamento

3º Ter filhxs. Não tenho vontade, nunca tive, nem por um único segundo. Não sei se me adaptaria com esta realidade caso a vida me surpreendesse com esta situação.

 Filhxs

Atualmente é mais comum ver pessoas como eu, que não tem esses desejos regrados pela sociedade (ou seria pela religião?). Temos nosso livre arbítrio e nosso direito de ir e vir.

Deixemos de lado a repressão, o “certo” e o “errado”. Tenhamos nossos princípios, nossos meios e por fim, nossas críticas! Nossos gostos e desgostos. Já dizia Caetano “Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.”. E o principal: Não deixe de ser você por aquilo que os outros vão pensar!

 A única regra que não abro mão é o conhecimento. Crescer moralmente, é evoluir!

Anúncios

, , , ,

Deixe um comentário