Posts Marcados Anti-Aécio

Tipos de eleitores (as)

Como o segundo turno das Eleições 2014 acontece neste domingo, é normal que o assunto esteja como número um das redes sociais. Observado isso, resolvi deixar aqui meu ponto de vista sobre os tipos de eleitores (as):

  • Faladores:

Aqueles que não entendem nada de política, mas que em época de eleição são os críticos mais chatos que existem. Ah! E saem discutindo o assunto até com o papa, inclusive excluindo os amiguinhos das redes sociais (risos). Sem citar que pegam qualquer tirinha que jogam na rede e saem compartilhando feito loucos sem nem ver se aquela informação é realmente verídica.

  • Partidários:

Não importa quem é o candidato, sendo do partido dele, é o melhor!

  • Anti:

Seja anti-PT, anti-PSDB, anti-Dilma ou anti-Aécio. Eu me encaixo nesse grupo. Sou anti-Aécio e não fico puxando o saco da Dilma, porque ela não foi a minha candidata no primeiro turno, mas como ela é a única opção… Fazer o que? Não acho certo votar em Branco ou Nulo. Já que restaram esses dois, que vença o melhor (ou o menos pior).

  • Neutros:

Preferem não comentar para não criar atritos com ninguém. Muita gente acha melhor não dar sua opinião pra não ficar de bate-boca depois.

  • Fãs:

Aqueles fanáticos que respiram o candidato 24h por dia e tentam convencer o mundo de que o candidato deles é o melhor.

  • Querem mudança:

A Dilma vai perder um montão de votos por conta desses eleitores, os que querem mudança. Eu só espero que esses eleitores não se arrependam de ter escolhido seu candidato apenas por isso. Tenho medo de como estará o Brasil já em 2016, caso o Aécio ganhe.

  • Não votantes:

Acho que esses são os piores, até mesmo piores que os faladores e fanáticos. Recentemente esperando o ônibus, ouvi a conversa de três pessoas que não se conheciam, falando do segundo turno. Era quem mais podia malhar a Dilma. Falando dos escândalos, corrupção, estádios superfaturados, etc. Beleza, cada um vê o lado que quer do Governo atual. Estava tudo lindo, até que o mais crítico do grupo disse “Eu não voto há quinze anos e não me arrependo. Aliás, só voltarei a votar quando tiverem candidatos bons!”. Fiquei pensando a respeito… Se o cara não vota, qual a moral dele para falar de qualquer candidato que seja? Ele não está exercendo sua cidadania; Ele não está fazendo o mínimo pelo país onde mora. Acredito que nenhum candidato consiga agradar 100% alguém. Até porque não é mole a “responsa” de dar a cara à tapa para ser candidato a qualquer cargo político que seja neste país. Inclusive, me deu muita vontade de falar para este cidadão se afiliar a algum partido e candidatar-se.

Brincadeiras à parte e espero que nenhum leitor tenha se ofendido, mas estes são os tipos de eleitores mais comuns. Na minha opinião, ninguém tem que convencer ninguém a nada. Cada um sabe onde o calo aperta; Cada um sabe qual candidato será melhor pra si, de acordo com os seus princípios. Acho terríveis essas pessoas que ficam batendo de frente com as outras para provar qual dos dois é o melhor, o menos corrupto, etc.

A verdade é que dentro da política existe muita sacanagem, muita corrupção, muito dinheiro e tudo isso a gente já sabe. Aos que acham que isso vai mudar não se iludam. Os dois partidos que estão disputando o poder são de longa data e o buraco é bem mais embaixo. Eu sou à favor de mudanças sim, desde que para melhor. Não tenho motivos para votar no Aécio. Não gosto do jeito com que ele aborda sua candidatura; Não gosto de como ele fala de suas propostas, NÃO GOSTO DELE. Porém, isso não me faz faltar com respeito com quem o escolheu para votar.

Quanto aos vídeos que compartilho que fazem algumas piadinhas do Aécio, é porque acho incrível a criatividade desses publicitários. Assim como também acho engraçado muitas tirinhas que fazem da Dilma. Mas sinceramente, nada soa mais engraçado do que as pessoas se matando por causa de seus candidatos. Só um recado: EXISTE VIDA PÓS ELEIÇÃO!

Anúncios

, , , , ,

2 Comentários