Depressão.

Há quem diga que depressão é coisa de gente fraca, preguiçosa, de quem quer chamar atenção ou até mesmo de quem gosta de se fazer de vítima. Na verdade, depressão não é brincadeira e nem um joguinho de faz de conta. Depressão é uma doença e precisa ser tratada.

Segundo o Dr. Drauzio Varella, “Depressão é uma doença psiquiátrica, crônica e recorrente, que produz uma alteração do humor caracterizada por uma tristeza profunda, sem fim, associada a sentimentos de dor, amargura, desencanto, desesperança, baixa autoestima e culpa, assim como a distúrbios do sono e do apetite.”. É mais comum em mulheres, mas talvez se deva ao fato de que homens não procuram tratamentos nesses casos, afinal, vivemos em uma sociedade machista em que “homem não chora”, certo? Certo, infelizmente.

Só quem já passou por um momento depressivo sabe o quão ruim são todos os sintomas e sentimentos. Acho que pior do que ter depressão, é ter uma pessoa que você ama num quadro assim. Você tenta fazer de tudo para que ela fique bem e ela não consegue reagir. É fácil julgar quando nunca se viveu próximo a algumas situações da vida.

A gravidade do quadro depressivo pode levar ao suicídio. Alguém que não faz o tratamento correto, pode se acabar procurando o que lhes dá prazer momentâneo, como a bebida ou as drogas. Essas podem causar estados depressivos pós-uso e são extremamente graves, pois potencializam estados depressivos já existentes.

É fácil julgar o alcoólatra, o drogado, o morador de rua, etc. Difícil é pensar como e porque essas pessoas chegaram a este ponto. Talvez se tivessem tratado seu problema no início, da forma correta, não estariam ali. Tão mais fácil usar seus exemplos de superação e dizer que você não precisou beber, nem se drogar e nem tomar remédios anti depressivos pra sair daquela situação. Pois bem, julgar realmente é muito fácil. Por isso, se eu posso dar um conselho, não vá dar lição de moral à alguém que está passando por um quadro de depressão. Isso só vai fazer a pessoa se sentir pior.

Se quiser ajudar, dê um abraço, deixe a pessoa falar, faça-a sorrir. É só disso que essas pessoas precisam: tratamento adequado, carinho, compreensão e amor.

Anúncios

2 Comentários

O Feminismo.

Existem várias formas de descrever o feminismo, mas eu o descrevo como um movimento para combater o machismo, o sexismo e também para desfazer a hierarquização dos sexos. Em suma, o feminismo luta pela igualdade de direito entre homens e mulheres.

Ouvi falar do feminismo há mais ou menos cinco anos. Saber da existência dele e afins. Porém, algumas coisas me desagradavam muito, principalmente os extremos existentes nesse movimento. Até que por alguma coincidência do destino, conheci o Blog Escreva Lola Escreva. Foi a partir dele que comecei realmente a gostar da essência do feminismo.

No Brasil existem vários Coletivos e Organizações Feministas. Eles foram se expandindo e as mulheres foram tomando o seu devido lugar (lembrando que lugar de mulher é: aonde ELAS quiserem). Mulheres de opinião, fortes; Mulheres que sofreram os mais diversos tipos de agressão e abusos; Mulheres negras, mulatas, brancas, índias; Mulheres heterossexuais, homossexuais, transexuais; Mulheres com ou sem religião; Mulheres de altas e baixas rendas; Enfim, mulheres que lutam diariamente por uma sociedade mais igualitária e justa.

Eu tenho orgulho de todas essas mulheres, que de alguma forma abriram os olhos para um feminismo positivo e de aconchego. Com o feminismo eu também aprendi a ver as coisas de um modo diferente. Abandonei os preconceitos de ontem e mantenho a mente aberta para o novo. Num exercício diário e continuo. E ninguém precisa de carteirinha pra ser Feminista, o que a gente precisa é ouvir outras mulheres e crescer com elas – ter sororidade.

Porque mulheres não merecem ser estupradas porque usam roupas curtas; Porque mulheres não são objetos sexuais para receberem buzinadas ou cantadas na rua; Porque mulheres não são um pedaço de carne esperando alguém dar o bote; Porque mulheres não tem obrigação de cuidar da casa, dos filhos e estar com a comida posta quando o marido chega. Mulheres também têm direito de viver.

Se cada uma de nós plantarmos uma sementinha, logo teremos uma sociedade mais digna e justa, onde mulheres serão, ao menos, RESPEITADAS. É por isso que eu apoio o Feminismo, porque acredito na nossa força e na força de todas essas mulheres que ainda vivem cercadas de machismo e sexismo. E juntas, somos mais fortes!

Obs.: Quem quiser ler mais a respeito, na minha lista de links (à direita), tem alguns outros blogs que acompanho – e recomendo.

, , , ,

2 Comentários

Corpo e Mente

Eu era magra. Tinha o corpo “ideal” (utilizando a visão da sociedade de um modo geral). Meu peso estava de acordo com a minha altura. Isso há quatro anos. Em 2013/2014 eu tive um problema ginecológico. Foi constatado que eu tinha/tenho síndrome dos ovários policísticos. Nesse período meu peso aumentou consideravelmente… Eu tive que fazer um tratamento durante um período (com medicamentos) e isso aguçou mais ainda a situação. Hoje eu não tenho aquele corpo de quatro anos atrás.

É fácil perceber que quando uma pessoa está algum tempo sem me ver já olha com aquela cara de “nossa, como você engordou”, ou fala na cara mesmo. Eu não quero ser um objeto da sociedade, tendo que ter restrições e fazendo coisas forçadas pra que todo mundo me olhe e diga “noooooooossa, que linda que ela está”. Porque no Brasil ser linda é sinônimo de ser magra e malhada. É sinônimo de “saúde”. Agora deixem eu contar um segredinho: ser magra não é sinônimo de saúde! Assim como ser gorda não é sinônimo de falta de saúde.

Conheço magras lindas que são neuróticas porque sempre estão se achando gordas. Aquelas que se aumentam cem gramas acham que o mundo vai acabar. Sinceramente, em que momento isso é ser saudável? Adianta ter um corpo saudável e uma mente doente? Também conheço mulheres gordas que são lindas, saudáveis, mas que se deixam abater por causa dessa sociedade medíocre que insiste em dizer para elas que elas não são bonitas, mesmo sendo mulheres extraordinárias! A mídia ajuda nisso, nessa forma de olhar gorda como mulher feia e NÃO É.

Basta fazer uma pesquisa rápida em algum site de buscas. Digite “pessoas que engordaram”. É óbvio que a mídia dá foco às pessoas famosas. Agora, imaginem elas lendo essa notícia. Se coloque no lugar delas. Se coloque no lugar das pessoas que estão com sobrepeso ou que engordaram e/ou que sempre foram gordos. Pessoas que não gostam de estar nessa posição. Porque sim, tem gente que gosta do corpo que tem, mesmo não estando dentro do padrão da sociedade.

Acredito que é a sociedade que cria esses conflitos. A gente acaba entrando nesse círculo vicioso. Não quero aqui julgar ninguém, só desejo que as pessoas sejam mais coerentes e se policiem mais com seus comentários maldosos. A gente não precisa apontar o dedo pro outro para ser feliz.

Se você é atleta e ama isso, que bom! É tão gostoso fazer o que nos dá prazer. Se você almeja chegar em algum determinado “peso ideal” porque isso vai te deixar bem, faça-o. Porém, não deixe que imponham isso a você. Nada que é feito sem amor traz resultados positivos. Não sofra!

Não importa se seu corpo é magro, ideal ou gordo. O que importa é como isso te afeta. Ainda sonho em acordar em uma sociedade em que as pessoas julguem menos e machuquem menos as outras pessoas. É um exercício diário. A gente recebe o que a gente dá. Que tal utilizar o “dom” da empatia quando for julgar algo ou alguém?

, , , , , , ,

Deixe um comentário

Manifestação 15 de Março

Acredito que o evento mais falado no Brasil atualmente é a Manifestação do Dia 15 de Março. Querem fazer o Brasil “PARAR”. Eu não sou contra as pessoas manifestarem suas opiniões e irem para as ruas em busca de soluções (inclusive creio que devemos lutar pelo o que acreditamos, sempre). Eu sou contra pessoas ignorantes que muitas vezes nem sabem por que essa manifestação ocorrerá e pior, as que vão sem saber, mas querem estar lá “exigindo seus direitos”.

Primeiro ouviu-se falar em Impeachment. Pois bem, o Impeachment é um processo complexo que envolve a Câmara dos Deputados, o Senado Federal e o Presidente do Supremo Tribunal Federal. Os prazos e regras estão nos artigos 85 e 86 da Constituição Federal e na Lei nº 1.079/1950. Resumidamente, o Impeachment inicia por denúncia formulada por qualquer cidadão à Câmara dos Deputados. O Plenário decide se há pertinência para instaurar o processo, decisão que exige o voto de ao menos dois terços dos Deputados Federais. Instaurado o processo, no caso de crime de responsabilidade, encaminha-se a acusação ao Senado Federal e o Presidente da República fica automaticamente afastado do cargo enquanto aguarda o desfecho. O julgamento se dá pelo Plenário do Senado Federal. Para que se conclua pela cassação, também é exigido o voto positivo de ao menos dois terços dos Senadores da República. Acho interessante que todos leiam e entendam o processo antes de saírem por aí querendo o Impeachment. E tenho uma “novidade”: se a Dilma for afastada por conta do Impeachment, assumirá o Vice-Presidente, Michel Temer (PMDB-SP). Se ele também sofrer Impeachment, o Eduardo Cunha (PMDB-RJ) assumiria e depois dele Renan Calheiros (PMDB-AL). Não se iludam!!!! O Aécio Neves não assumirá!!! E vale ressaltar que Dilma Rousseff só poderia ser cassada por um eventual crime cometido no mandato atual, ou seja, a partir de 1 de janeiro de 2015. Mesmo denúncias de quando ela foi ministra ou no mandato de 2010 a 2014 não serviriam como base para o Impeachment. O mesmo vale para o Vice-Presidente Michel Temer, que só poderia sofrer impeachment caso cometesse um crime a partir do dia em que virasse presidente. E tudo isso teria que acontecer em até dois anos após o início do mandato.

Em um segundo momento, a questão da Petrobras veio como argumento para a Manifestação também. Aí entrou a questão da corrupção. Depois veio o aumento dos combustíveis que consequentemente mexeu no bolso do Brasileiro diretamente. Tudo me faz acreditar que a paralisação dos caminhoneiros entrará em pauta também para a tal Manifestação.

Aí eu pergunto a você que irá participar da Manifestação: você sabe por que estará indo se Manifestar no dia 15 de Março? Se a resposta for positiva, qual a melhor forma de reverter à situação pela qual você está lutando? Têm argumentos formados e entende como você está ajudando o Brasil com isso? Se a resposta for sim, leve faixa! Converse! Discuta! Não saia de casa para brigar, para causar tumulto apenas. Precisamos ajudar o Brasil, num coletivo, num todo. Todos vivemos aqui e queremos uma mudança boa, então, sejamos a mudança que queremos ver. Vamos começar por nós, pelas nossas atitudes.

Seja um Manifestante consciente, CRÍTICO! Não se deixe levar por um grupo de pessoas que lutam e nem sabem por quê. Nós temos nossos direitos como cidadãos e devemos usá-lo da melhor forma possível. Não seja apenas mais um.

, , , , , , ,

Deixe um comentário

Aumento dos Impostos.

Um nome: Joaquim Vieira Ferreira Levy, nosso atual Ministro da Fazenda. Economista e ex diretor-superintendente do Bradesco Asset Management. O Bradesco é o maior empregador privado do Brasil e em 2012 foi considerado novamente a marca mais valiosa da América Latina.

Essa introdução básica explica praticamente tudo o que seria essa nomeação da Dilma e os reflexos disso na economia Brasileira. E digo mais, a economia está caminhando em comum acordo de como estaria se Aécio Neves tivesse ganho as Eleições. Esse era o discurso dele, não da Dilma. “Estranho”, não? Política e suas “manobras”. Teatro – a gente vê por aqui!

Nesta semana, o que está ganhando destaque na mídia é o aumento do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) sobre o crédito (passará de 1,5% para 3%); os Tributos de Importação (Pis e Cofins, de 9,25% para 11,75%); e de Combustíveis (a volta da Cide, uma contribuição que corresponde ao aumento de R$ 0,22 para a gasolina e de R$ 0,15 para o diesel).

Diante do modelo de Governo atual, não éra de se esperar outra coisa. Tanto Dilma quanto Aécio não pensam em fazer uma Reforma Tributária nesse país. Para isso teria que mexer nos “grandes”; bater de frente! Fazer com que eles pagassem mais impostos. Porém, como dois partidos de raízes fortes e que são dominados pela classe alta fariam isso? Causariam uma revolução e seriam taxados de loucos. Na realidade, JAMAIS nomeariam um candidato a Presidência com esse perfil no Partido deles. E é por isso que o “negócio” não flui.

Não adianta obrigar as empresas a incluirem no rodapé do cupom fiscal a porcentagem de impostos daquela compra; isso só faz o consumidor se sentir ainda mais revoltado e humilhado. Quando se fala em igualdade a maioria da população Brasileira torce o nariz, mas já pensaram se os impostos sob os produtos e serviços adquiridos fossem de acordo com o limite da sua renda? Não seria de fato justo?

Eu sei que isso não está nos planos deste Governo e sei que levariam muitos anos ainda de amadurecimento dessa idéia. A economia de um país não muda da noite para o dia. São necessários estudos específicos para cada área e situação. O que esperar de um Ministro da Fazenda que era um dos “grandões” do Bradesco? Aí me vem à cabeça aquele axé insuportável, mas que faz todo sentido no momento: “E o motivo todo mundo já conhece… É que o de cima sobe e o de baixo desce.”.

Trabalho na área tributária a quase 10 anos; Sou Bacharel em Ciências Contábeis e estou na metade do curso de MBA em Gestão Tributária, tendo aulas com Mestres de São Paulo que trabalham nos mais diversos segmentos, nacionais e do exterior.

A conclusão é única: estaremos enfrentando grandes aumentos nos impostos para manter a estabilidade econômica do nosso país. E o pior é que a estimativa para estabilizar isso e manter um bom relacionamento com o mercado estrangeiro é de longo prazo. Só espero que “eles” não esqueçam que o Brasil não se mantém sozinho e que precisa de outros países para “sobreviver” e se desenvolver.

, , , , , , , , , ,

1 comentário