Arquivo de julho \03\UTC 2015

A Idade das Mulheres

Eis a questão que assusta a maioria das mulheres: a idade. O “medo” de “ficar velha” chega a ser bizarro, muitas vezes. São dezenas de cremes para os pés, mãos, corpo, rosto… Cremes que custam verdadeiras fortunas e prometem retardar o envelhecimento. Isso se chama marketing ligado à indústria/comércio/negócios.

Nenhuma indústria cosmética está realmente preocupada com a sua aparência daqui a X anos. Ela está preocupada com o seu faturamento milionário mensal e precisa te convencer que tem uma “fórmula mágica” que resolverá todos os seus “problemas” estéticos (que de problema não tem é nada). Acredito que nem preciso citar os testes em animais promovidos por estes, certo?! (…) Além dos cremes, já enfiam goela a baixo as maquiagens e quem sabe até a indicação de um cirurgião plástico. Mais uma vez: BUSINESS!

Outro mercado que adora “envelhecer”, especialmente as mulheres, é o da moda. Não pode usar roupa X ou Y porque vai te deixar mais velha. A mídia adora colocar essas coisas em evidência. Também tem a questão dos filhxs. Mulheres precisam ter filhxs, afinal, quem vai cuidar de nós quando estivermos “velhas”?!

Não julgo esse grupo de mulheres que entram no mundo comercial da beleza, porque todas têm este direito. Seus corpos, suas regras. O que quero com esse post é dizer que todas nós envelhecemos e não existe como evitar. O corpo físico muda. Acredito que a única coisa que não muda independente da idade, é a chance de evoluir moralmente. Quanto mais buscamos evoluir dia-a-dia, mais tranquila será a caminhada.

Tenho 24 anos e sou “muito nova” para compreender essa questão do envelhecimento, é o que muitas aqui pensarão. Eu não tenho medo da idade, nem da vida (ok, às vezes tenho) e nem da morte. É um ciclo natural e todas passarão por ele. Conheço jovens de vinte anos que se acham velhas demais pra algumas coisas e outras de cinquenta que nem perceberam que o tempo passou. Continuam lindas, leves e soltas.

A idade ideal é a que temos hoje, a chance de viver e aprender mais. Parem de se preocupar tanto com o envelhecimento, pois ele pode ser um ciclo lindo também. Tudo vai depender de como você vai estar preparada para aceita-lo. Se eu tiver a oportunidade de viver mais uns trinta anos, com certeza serei a tia louca do rock n’ roll; a que continua do lado das minorias; a que não tem muitos bens materiais, mas valores incompráveis; a que quer igualdade e paz pro mundo.

E você, como será?

,

2 Comentários